As matriculas escolares na rede estadual iniciam hoje (2), mas vários pais estão dormindo  em filas desde a semana passada, acampados com barracas ou cadeiras em frente as escolas pretendidas a conseguir uma vaga para os filhos. Alguns estão guardando o lugar em frente às unidades educacionais desde quarta-feira passada (27) para assegurar a matricula.
De acordo com os pais a intenção é conseguir receber as fichas de matriculas antes que outros residentes em bairros distantes passem a frente. Em outros estados do país o sistema de matriculas se dá por meio da internet ou telefone.
Em frente à escola estadual Euclides da Cunha, no Centro de Boa Vista, cerca de 50 pais e responsáveis estão em fila organizada com numeração. “Nós estamos aqui desde quinta-feira e sabemos que para a 6º série haverá 50 vagas. Para que não haja alguém que passe a nossa frente estamos de prontidão e assim garantir a matricula para nossos filhos, pois não é justo conosco que moramos nas proximidades não conseguir matricular o filho e um pai ou mãe que mora mais distante, como no bairro Paraviana ou São Vicente obter uma. Eu não quero depois que a Secretaria de Educação determine uma escola pro meu filho muito afastada de onde moramos”, disse uma servidora pública que preferiu não se identificar.
Em frente à escola estadual Lobo Dalmada, também na região central da capital há fila desde quarta-feira. Muitos pais acorrentaram cadeiras à grade do local para garantir o lugar. Uma diarista, de 40 anos que preferiu não ter a identidade divulgada, disse que a fila é necessária porque a escola tem uma das melhores avaliações em qualidade de ensino do estado. “Eu moro perto daqui e preciso conseguir uma vaga para o 1º ano do ensino médio pro meu filho. Os gestores dizem que não há necessidade para filas, mas nós sabemos que se deixarmos para o primeiro dia de matriculas perdemos a chance, pois a procura é grande por escolas nessa região”, disse.

Opção pessoal

Em nota, a Seed(Secretaria Estadual de Educação e Desportos) informa que  “as matriculas da rede estadual de ensino ocorrerão no período de 2 a 5 de janeiro. As filas que se formam antes desse período é opção individual de cada um. Informa ainda que nenhum estudante  ficará fora da sala  de aula. Aos pais ou responsáveis que caso não conseguirem matricular seus filhos nesse período, a partir do dia 15 de janeiro, terá uma Central de Atendimento na Secretaria de Educação para encaminhá-los às escolas com vagas remanescentes”, informa.