O presidente interino da Câmara Municipal de São Luiz, Dejasíson Barbosa (PEN), conhecido como Chapolin afirmou no fim da tarde desta quinta-feira (11) ao BNC Roraima, por telefone, que irá propor a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a possível improbidade administrativa por parte do presidente da Casa,  Jossileuson Alves (PMDB). pelo não pagamento dos salários dos vereadores e demais servidores..

Alves alega que não recebeu parte do duodécimo da prefeitura e por isso atrasou os salários e o pagamento do décimo terceiro salário. Porém,  Barbosa afirma que há uma decisão judicial  a qual afirma que a prefeitura de de São Luiz repassou sim os recursos para Cãmara. “O processo de afastamento é por improbidade administrativa. Todo o duodécimo no valor de R$ 504 mil reais foi repassado. Não tem um real em caixa. Ele gastou não sei como foi, por isso nós o afastamos. Já tenho as assinaturas da CPI e amanhã (sexta-feira) vou notificar ele (Jossileuson), a Caixa Econômica e a prefeitura, ”,disse.   

Na noite de ontem, a maioria da Câmara votou em praça pública pelo afastamento de Jossileuson. “Nós convocamos uma extraordinária para ele explicar o motivo do atraso. Ele disse que não iria convocar a sessão. O regimento interno permite que a maioria da Câmara convoque a sessão extraordinária e assim fizemos em praça pública já que o então presidente não autorizou fazer no plenário”, afirma.

Outro lado

O presidente afastado, Jossileuson Alves, afirmou por telefone que a prefeitura não repassou os valores do duodécimo, disse que o afastamento é ilegal e classificou o caso como manobra política. Ouça a entrevista na íntegra:

Parte 1

Parte 2

 

Foto: Câmara de São Luiz/ Dejasíson Barbosa- arquivo vereador