Lula está blefando. Ele sabe disso e toda a alta cúpula petista também. As barreiras de contenção, que impediriam a Justiça de chegar nas entranhas do grupo denominado pelo MPF como ORCRIM (Organização Criminosa) foram todas desfeitas.

A desgraça final de Lula estar sendo o volume de provas contra ele, em especial as que circundam Guido Mantega e Antonio Palocci.

Como se não bastasse, a estratégia de – na maior cara dura – tirar da prisão mensaleiros e petroleiros de alto coturno, despertou a ira daqueles que como Renato Duque, ex-homem forte da Petrobrás, aceitaram pagar o pato, permanecendo em silêncio para salvar a pele de Lula e Dilma.

De Repente esses ex-diretores da Petrobrás, políticos, doleiros, etc., viram seus chefes e as pessoas que junto com Lula e Dilma, criaram a série de esquemas para se apossarem de bilhões de recursos públicos e assim colocarem o plano de dominar o Brasil por 30 anos e espalhar o petismo bolivariano na América do Sul, Central, África, etc., saírem da cadeia sob as bênçãos da turma de Gilmar Mendes (Dias Toffolli e Ricardo Lewandowski), enquanto eles com a perspetiva de – na melhor das hipóteses – ficarem de 6 a 10 anos presos.

Aliás, a soltura dos primeiros mensaleiros/petroleiros já despertava a ira de gente como Renato Duque, mas o cinismo com que foi liberado José Dirceu, despertou nos ex-diretores que haviam assegurado que manteriam a boca fechada, a certeza de que as delações premiadas eram “as únicas chances de sobreviver,” palavras de Antonio Palocci.

O verdadeiro inferno de Lula ainda não estar sob a mesa de Sérgio Moro, isso ocorrerá com as delações de Leo Pinheiro, mais gente da OAS, Renato Duque, Antonio Palocci e por que imaginar que não restará outra coisa a Guido Mantega, a não ser buscar os benefícios da delação premiada.

A certeza de que Lula está blefando é lógica, ele – mais do que ninguem – sabe sobre a gravidade dos crimes, aos quais ele é acusado e por isso só lhe resta aproveitar o tempo em que estar “fora da cadeia” para construir a imagem do injustiçado, do perseguido, etc., por que é isso que sobrará para os seus fanáticos tentarem perpetuar o lenga-lenga do “nunca antes nesse país”.

O Lula de verdade estar sendo processado, será condenado e nao será portanto, candidato. O Lula construído desde a década de 70, já com mensalinho da Odebrecht, o mitomano, a fraude, o embuste, o que embalou sonhos e trouxe decepções, viverá nas mentes bolivarianas daqueles que acreditam em qualquer historia bem contada. Típico caso das criaturas, que tentarao manter vivo o criador.

J. R. Rodrigues – Jornalista, Advogado e Especialista em Poder Legislativo pela PUC- MG. – jotaroraima@gmail.com