Tanto o governo do Estado quanto a Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) fazem mistério sobre o empréstimo de R$ 110 milhões que a governadora Suely Campos (PP) quer fazer e que  havia solicitado autorização dos deputados para efetivar o contrato.

Desde a última votação na ALE há duas semanas, não se tem notícias confirmando se foi negado ou aprovado pela Casa Legislativa. O empréstimo era pauta no dia 28 de dezembro em que aconteceu a votação do orçamento, mas nenhum dos parlamentares mencionou a confirmação do empréstimo, nem mesmo o presidente Jalser Renier (SD). A ALE-RR chegou a desmentir a informação divulgada na imprensa dias depois do fechamento da pauta do orçamento de que o valor requerido havia sido autorizado.

 

Nos dias das últimas sessões do ano 2017, quando se discutia  a demanda da governadora, o pedido gerou muita polêmica entre os parlamentares. Naquela ocasião, a maioria  era contra a autorização. Apesar de toda a contenda sobre o assunto e da importância que Suely dá ao recurso solicitado, tanto deputados quanto o próprio Governo não divulgam nada sobre a aprovação ou não do empréstimo e em que condições ele poderá ser aceito.

Foto: Divulgação