Representantes de sindicatos e de trabalhadores de empresas terceirizadas participarão de audiência pública a acontecer dia 16 (terça-feira), às 9 horas, no plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR). Após sindicalistas e terceirizados participarem de reunião a fim de tentar solução para a crise financeira que o Estado enfrenta, com o presidente da casa legislativa, Jalser Renier (SD), na manhã de sexta-feira (12) passada foi definida a realização por audiência pública.
Serão convocados a participar da audiência a governadoraSuely Campos (PP), os secretários de Estado, representantes do Tribunal de Justiça, do Ministério Público de Roraima, Tribunal de Contas, Ministério Público de Contas e de sindicatos como: dos policiais civis, dos fiscais de tributos, dos trabalhadores em educação, dos técnicos agrícolas, dos trabalhadores civis efetivos, além das empresas terceirizadas. O objetivo central do encontro é de encontrar uma saída para reequilibrar as finanças do Governo.
Os sindicatos terão chance de sugerir ideias para a promoção da reforma administrativa do Estado. Jalser Renier afirmou que após a audiência pública, será lavrada uma ata, para que o Governo do Estado apresente, por meio das secretarias da Fazenda (Sefaz) e do Planejamento (Seplan), um plano de contingenciamento. “O Governo precisa tomar uma atitude, porque tem muita coisa que não era preciso e nem necessária terem sidos feitas.”
O presidente do Sintraima, Francisco Figueira disse que o posicionamento de Jalser em contingenciar gastos já deveria ter sido adotado há muito tempo. No início de 2015 já era para o Governo ter se precavido, pois a crise financeira que o Estado passa hoje já se desenhava naquele ano. O presidente aqui demonstra o compromisso com o Estado. Chegamos a uma situação preocupante, em que o futuro de Roraima vai depender dessa audiência publica”, reconhece Figueira.
Foto: SupCom/ALE-RR