A visita do presidente Michel Temer (MDB) ao Estado de  Roraima fez com que adversários políticos se reunissem no palácio do governo em Boa Vista. Em pauta a crise migratória que afeta  Roraima com os mais 40 mil venezuelanos que  cruzaram a fronteira fugindo da fome e da crise no país vizinho.

Temer postou ainda a pouco no Twitter uma foto da reunião.  Na mesma mesa estavam a governadora Suely Campos (PP) e todo os líderes de oposição a ela: o senador Romero Jucá (MDB), a prefeita de Boa Vista, Teresa Surita e  o presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Jalser Renier (SD).

A reunião ocorre cinco dias após a visita dos ministros da Justiça, Torquato Jardim; da Defesa, Raul Jungmann; e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Sérgio Westphalen, que vieram a Roraima tratar do mesmo assunto.

Os três fazem parte da comitiva que acompanha o presidente da República, que também conta com Moreira Franco, do Ministério da Defesa Social, o general Fernando Azevedo e Silva, Chefe do Estado-Maior do Exército, o secretário Nacional de Justiça, Rogério Galloro, o diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Informação), Janér Alvarenga, o almirante Alexandre Mota, da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), o senador Romero Jucá e o deputado federal Hiran Gonçalves.

Além da crise migratória que Roraima enfrenta, com a entrada de milhares de venezuelanos pela fronteira na cidade de Pacaraima, também deverá ser pauta da reunião o Linhão de Tucuruí e a regularização fundiária.

 

Foto: SECOM Presidência da República