Metade dos deputados federais de Roraima prefeririam não se manifestar sobre a segunda denúncia contra presidente Michel Temer (PMDB) que deverá ser votada no plenário da Câmara na próxima quarta-feira (35).

Temer foi denunciado pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por organização criminosa e obstrução de Justiça. Assim como na primeira denúncia, caberá à Câmara dos Deputados decidir se a acusação deve ter continuidade

O BNC ouviu seis de oito parlamentares de Roraima. Os deputados Carlos Andrade (PHS) ,Jhonatan de Jesus (PRB) e Maria Helena Veronese (PSB) não se posicionaram sobre o caso.

A deputada  Sheridan de Oliveira  (PSDB) disse que é a favor da denúncia. “Tenho uma convicção pessoal que ninguém está acima da Lei. Sou a favor da investigação sim, é democrático. Voto a favor inclusive para dar ao Presidente a oportunidade de se defender. É uma resposta à população brasileira. O que não pode ser feito é agir para impedir que o Judiciário faça essa avaliação”, disse a tucana.

Já o  deputado  Remídio Monai (PR) disse que a denúncia contra o presidente Michel Temer está sendo analisada meu partido.”Ainda não tenho uma opinião formada. No entanto, estou avaliando com muita cautela e responsabilidade “.

O  Deputado Édio Lopes (PR) Ainda não sabe como vai votar. “Só tomarei essa decisão quando ouvirmos primeiro a acusação e depois a defesa. Depois disso é que faremos juízo de valor”.

O BNC entrou em contato com as assessoria dos deputados Abel Mesquita Jr (DEM) e Hiran Gonçalves (PP), mas não obteve resposta.

 

Foto: Estadão