A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima (Sesau) informou na tarde desta quarta-feira, dia 5, que o paciente Lazlo Macedo de Carvalho, sobrevivente do acidente envolvendo uma aeronave da empresa Paramazônia, no município de Cantá, foi para uma unidade de saúde especializada em queimaduras no Rio de Janeiro.

Com ferimentos de primeiro e segundo graus em 54% do corpo, Lazlo estava em estado grave de saúde no momento da transferência, mas estável o suficiente para realização da remoção. O avião pousou no Aeroporto Internacional Tom Jobim (RIO-Galeão) a meia-noite desta quarta.

Este é o segundo acidente envolvendo a empresa em menos de um mês. O Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR) instaurou procedimento investigatório para apurar as circunstâncias dos dois acidentes envolvendo a empresa bem como de eventuais outros acidentes recentes que envolveram prestação de serviços de táxi aéreo a órgãos e entidades federais.

Marcos Costa Jardim, Olavo Perim Galvão (Ibama-ES), de 35 anos, Sebastião Lima Ferreira Júnior (Ibama-RR), de 50 anos, e Alexandre Rochsinki (Ibama-SC), morreram no acidente.

Veja também:

Acidente aéreo mata cinco e deixa um em estado grave em Roraima