O brasileiro Jonatan Moises Diniz, de 31 anos, natural de Santa Catarina, foi preso em dezembro passado, na Venezuela, sob a acusação de integrar uma ONG (Organização não Governamental) de “fachada”. A organização está no país para distribuir alimentos para a população pobre, que de acordo com um deputado Diosdado Cabello, aliado do presidente Nicolás Maduro, o verdadeiro objetivo é promover ações anti governo Maduro e que possui “tentáculos” internacionais.

 

O Brasil, por meio do Ministério das Relações Exteriores tenta negociar com a Venezuela a libertação de Diniz, mas informações pessoais sobre o caso não serão divulgadas em respeito à privacidade do brasileiro. Vale ressaltar que o Brasil está em crise diplomática com a Venezuela, após o embaixador brasileiro, Ruy Pereira, em Caracas, ser declarado persona non grata pela Assembleia Nacional Constituinte.

 

Foto: Divulgação