O presidente Michel Temer enviou um recado aos ministros: quem pedir para sair será prontamente atendido.

A ideia é deixar claro para os deputados que pelo menos 15 postos na Esplanada dos Ministérios deverão ser distribuídos entre os partidos que votarem a favor da reforma da Previdência. O total pode chegar a 21.

Sobre as recentes saídas de ministros, o titular da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o processo é normal : “Vai até o final de março. Trata-se da substituição dos ministros que vão disputar a eleição”.

 

Fonte: Poder 360

 

Foto: Sérgio Lima / Poder 360