O plenário do TCU (Tribunal de Contas da União) determinou nesta quarta-feira (11) o bloqueou de bens de ex-membros do Conselho de Administração da Petrobras, incluindo a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), para reparar danos de US$ 580 milhões à estatal pela compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

A decisão também atinge o ex-ministro Antônio Palocci; Claudio Luis da Silva Haddad, Fábio Colletti Barbosa, Gleuber Vieira e o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli.

O bloqueio vale por 1 ano. Cabe recurso no TCU e na Justiça comum. Os bens de todos ficam indisponíveis até alcançar o valor de US$ 580 milhões.

Fonte: Poder 360

Foto: Sérgio Lima/Poder360